Notícias Vivência internacional aumenta impacto da pesquisa
Enprop

Vivência internacional aumenta impacto da pesquisa

Publicado: Terça, 12 Novembro 2019 09:16 , Última Atualização: Terça, 12 Novembro 2019 09:16

WhatsApp Image 2019 11 11 at 15.37.41

Os pesquisadores brasileiros com vivência internacional publicam artigos com impacto superior à média nacional. A informação, baseada nos dados da instituição Elsevier, foi compartilhada por Anderson Correia, presidente da CAPES, com os participantes da 35ª edição do Encontro Nacional de Pró-reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Enprop), que começou nesta segunda-feira, 11, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), na capital Fluminense.

“Investir na saída temporária de pesquisadores é muito importante para a melhoria da qualidade da pós-graduação”, comentou o presidente. Por isso, segundo ele, a CAPES prioriza a internacionalização da pesquisa brasileira. Este ano, o investimento alcança os R$ 360 milhões, por meio do Programa Institucional de Internacionalização (PrInt) e de 16 acordos de cooperação com países como Estados Unidos, Alemanha e China. São cerca de 5 mil bolsistas atendidos. “Estamos buscando parcerias estratégicas com as melhores universidades do mundo”, afirmou Anderson Correia.

WhatsApp Image 2019 11 11 at 16.20.53

A CAPES também concede 95 mil bolsas a mais de 3,6 mil programas de pós-graduação no País. Nos últimos seis anos, foram investidos R$12 bilhões neste auxílio, sendo de R$2 bilhões só em 2019. “Não há redução de recursos”, afirmou Anderson Correia. “O governo investe, sim, em educação e pesquisa”. Este ano a CAPES aportou R$200 milhões em fomento e R$4OO milhões no Portal de Periódicos. São 70 grandes projetos de pesquisa apoiados.

O presidente da CAPES também falou da mudança na avaliação da pós-graduação, que vai adotar um modelo multidimensional, abrangendo a diversidade e complexidade dos cursos. O investimento na formação de professores da educação básica foi outro ponto destacado.

O ENPROP tem a participação de cerca de 400 representantes de mais de 250 Instituições de ensino e pesquisa. O tema desse ano é “Planejamento Estratégico e Avaliação Multidimensional”. O processo de internacionalização desencadeado pelo CAPES-PRINT é outro tema em discussão no evento que vai até a próxima quinta-feira, 14.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu