Notícias CAPES investirá R$ 1,3 milhão para pesquisar óleo nas praias
ENTRE MARES

CAPES investirá R$ 1,3 milhão para pesquisar óleo nas praias

Publicado: Sexta, 22 Novembro 2019 09:01 , Última Atualização: Sexta, 22 Novembro 2019 13:04

A CAPES lança nesta sexta-feira, 22, uma seleção de projetos de pesquisa para estudar e combater o derramamento de óleo nas praias brasileiras. O Programa CAPES Entre - Mares vai destinar R$ 1.360.000,00 a docentes vinculados a programas de pós-graduação stricto sensu que tenham linhas de pesquisa relacionadas ao problema identificado no litoral em agosto de 2019. O objetivo é contribuir para a contenção, o processamento do resíduo encontrado e a redução de danos ao meio ambiente.

Por ser uma ação emergencial, o processo de escolha será por meio de Edital de Seleção Emergencial e as propostas devem ser encaminhadas do dia 25 de novembro até às 17 horas (horário de Brasília) do dia 04 de dezembro, via plataforma online da CAPES. O resultado final será divulgado a partir de 18/12.

Podem apresentar projetos, professores vinculados a programas de pós-graduação stricto sensu recomendados pela CAPES. As propostas serão analisadas por um comitê formado por representantes da Fundação e da comunidade científica.

Cada proposta aprovada terá o valor de financiamento de até R$ 100 mil, liberados em uma única parcela, e uma cota de bolsa de mestrado. O projeto deverá ser desenvolvido ao longo de dois anos, podendo ser prorrogado para mais 12 meses.

As áreas temáticas prioritárias são avaliação dos impactos ambientais e socioeconômicos, bioremediadores, dispersão do óleo, processamento de resíduos e tecnologia aplicada à contenção do óleo. Serão utilizados como critério de seleção a aderência ao tema, o corpo docente em atividades de colaboração, o cronograma e orçamento propostos, a descrição das atividades e os resultados esperados a curto prazo.

Anderson Correia, presidente da CAPES, avalia que essa iniciativa é um exemplo de como a pós-graduação brasileira pode colaborar para resolver os problemas brasileiros. “Os recursos serão liberados ainda este ano e os resultados imediatos podem ser aplicados no curto prazo”. Ele também reforça a necessidade de outras agências de fomento, estaduais e federais, participarem desta iniciativa.

Para o professor Humberto Barbosa, do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites da Universidade Federal de Alagoas, que tem colaborado com o monitoramento do desastre por derramamento de óleo no litoral brasileiro, o programa CAPES Entre Mares é importante pois vai permitir implementar novas metodologias, com conhecimentos interdisciplinares, cooperação institucional e formação de pessoas. “Essa iniciativa da CAPES colabora com ações de pesquisa já em andamento e isso ajuda a manter uma rede de cooperação nacional e internacional com especialistas que já trabalham nessa área e amplia a formação de recursos humanos”.

O Programa CAPES – Entre Mares atende demanda apresentada pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação criado no âmbito do Plano Nacional de Contingência para a gestão de ações de resposta após a ocorrência do desastre.

O Grupo é formado pela Marinha do Brasil, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (Ibama).

Acesse aqui o Edital de Seleção Emergencial CAPES - Entre Mares
https://inscricao.capes.gov.br/individual 
Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu