Notícias Prêmio CAPES Talento Universitário: atenção às regras da prova!
Prova

Prêmio CAPES Talento Universitário: atenção às regras da prova!

Publicado: Sexta, 06 Dezembro 2019 09:44 , Última Atualização: Sexta, 06 Dezembro 2019 10:18

Mais de 20 mil participantes fazem a prova do Prêmio CAPES Talento Universitário no próximo domingo, 8. “Já está tudo preparado para que os estudantes façam a prova com tranquilidade, nos mais de 60 municípios em todo o país”, afirma Anderson Correia, presidente da CAPES.

Correia sugere que os participantes fiquem atentos aos horários de abertura e fechamento dos portões, além das regras para concorrer ao prêmio, e manda um último recado: “Boa prova a todos”.

Nas 60 localidades de prova das 27 unidades da federação, os portões serão abertos às 13h e fechados às 14h, no horário de Brasília. As provas terão 80 questões de múltipla escolha e o cartão de resposta deve ser preenchido com caneta esferográfica de tinta preta. Os candidatos devem ficar atentos ao que levar para a realização do exame e ao que causa eliminação:

IDENTIFICAÇÃO
Para realizar a prova é obrigatório apresentar um documento de identificação válido. São aceitos:

• Carteira de Identidade;
• Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com fotografia;
• Carteira de Trabalho e Previdência Social, emitida após 27 de janeiro de 1997;
• Certificado de Reservista;
• Passaporte;
• Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados;
• Protocolo Provisório de Solicitação de Refúgio emitido pelo Departamento de Polícia Federal;
• Carteira de Registro Nacional Migratório;
• Documento Provisório de Registro Nacional Migratório;
• Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade;
• Certificado de Dispensa de Incorporação;
• Identidade funcional.
O candidato que não puder apresentar o documento de identificação original com foto no dia de aplicação da prova, por motivo de extravio, perda, furto ou roubo, poderá realizar a prova se:
• Apresentar boletim de ocorrência (original ou com certificado digital) expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do dia de aplicação da prova, e
• seguir o procedimento de identificação especial, que compreende a coleta de dados e da assinatura do candidato em formulário próprio.

ELIMINAÇÃO
Os atos e omissões que causam eliminação do certame são os mesmos que os jovens conhecem de provas semelhantes. Mas sempre vale a pena lembrar. Veja abaixo o que é motivo para um candidato ser eliminado.
Durante a aplicação da prova:

• iniciar as provas antes da autorização do aplicador;
• não se identificar no retorno à sala de prova quando for ao banheiro, antes do fechamento dos portões;
• for ao banheiro, a partir das 14h (horário de Brasília-DF), sem o fiscal;
• iniciar as provas sem a autorização do aplicador e a leitura das instruções contidas na capa da prova, e na folha de resposta;
• realizar anotações em qualquer documento que não seja a folha de resposta e a prova;
• não entregar ao aplicador a prova e a folha de resposta ao sair em definitivo a sala de prova;
• utilizar o banheiro do local de aplicação após o término de sua prova e saída definitiva da sala de prova;
• não obedecer às determinações do aplicador de sala.

Quanto aos pertences:
• Não acondicionar seus pertences em embalagem fornecida pelo aplicador;
• não mantiver os aparelhos eletrônicos desligados durante toda a aplicação da prova;
• portar, fora da embalagem fornecida pelo aplicador, lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borrachas, réguas, corretivos, livros, manuais, impressos, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos, calculadoras, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods®, gravadores, pen drive, mp3 e/ou similar, relógio de qualquer espécie, alarmes, chaves com alarme ou com qualquer outro componente eletrônico, fones de ouvido e/ou qualquer transmissor, gravador e/ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens;
• usar óculos escuros e artigos de chapelaria durante a realização das provas;
• portar armas de qualquer espécie, exceto para os casos previstos no art. 6º da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro 2003.

Sobre a fiscalização
• Não autorizar que o aplicador vistorie o lanche;
• Não autorizar que o coordenador vistorie os artigos religiosos, burca, quipá e outros;
• Não se submeter a revista eletrônica, a qualquer momento, por meio do uso de detector de metais.

PREMIAÇÃO
O Prêmio CAPES Talento Universitário vai premiar com R$ 5 mil os primeiros mil colocados na prova, o que totaliza um investimento de R$ 5 milhões. Com os resultados, serão gerados indicadores para direcionar futuras políticas públicas de ensino. O resultado será divulgado em fevereiro de 2020.

LOCAIS DE PROVA
Ainda não sabe onde fará o exame? Confira o local de prova aqui.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu