Notícias Cursos gratuitos são sucesso da educação a distância
Formação

Cursos gratuitos são sucesso da educação a distância

Publicado: Sexta, 31 Julho 2020 14:10 , Última Atualização: Sexta, 31 Julho 2020 14:12

Com mais de 70 mil participantes em sua segunda edição, o Programa de Aperfeiçoamento on-line teve as vagas para Português e TICs preenchidas antes do final do período de inscrição.

31072020 FOTO DENTRO MATERIA INSCRICOES CURSOS CAPES 02

A última edição do Programa de Aperfeiçoamento on-line recebeu 70.119 inscrições.  Ao todo, 75 mil vagas foram ofertadas para três cursos gratuitos de capacitação – Português, Matemática e Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) –, sendo 25 mil para cada modalidade. A iniciativa é uma parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Ministério da Educação (MEC). As regiões Sudeste e Nordeste tiveram o maior número de participantes: 25.246 e 22.222, respectivamente. O Centro-Oeste registrou 8.301 inscritos, o Norte, 7.103 e o Sul, 7.124. Outros 123 inscritos não declararam suas regiões.

A necessidade do isolamento social, consequência da COVID-19, fortalece o ensino a distância e mostra que a modalidade educacional é uma ferramenta eficaz para o aprendizado. “O curso de português é excelente, bem sucinto, com conteúdo de fácil entendimento e atualizado. A CAPES está de parabéns pela iniciativa, principalmente nesse período em que vivemos. Muitas pessoas estão vendo nesse momento difícil, uma oportunidade de melhorar o conhecimento”, afirma Wania Miranda, aluna do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Pará.

Carlos Lenuzza, diretor de Educação Básica da CAPES, comemora o resultado: “a iniciativa foi um grande sucesso, prova disso são os números. Em Português e TICs as vagas se esgotaram antes mesmo do término do prazo de inscrições. Matemática, apesar da resistência natural dos estudantes brasileiros à disciplina, atingimos um altíssimo número de inscritos”. O objetivo é capacitar estudantes de graduação, concluintes do Ensino Médio e alunos matriculados na Universidade Aberta do Brasil (UAB) com conhecimentos complementares aos da formação básica.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu