Notícias Prêmio Tiradentes registra 244 inscrições
DEFESA NACIONAL

Prêmio Tiradentes registra 244 inscrições

Publicado: Segunda, 10 Agosto 2020 18:06 , Última Atualização: Terça, 11 Agosto 2020 09:43

Os autores das melhores teses e dissertações receberão de R$ 3 mil a R$ 9 mil. O objetivo é estimular e valorizar a produção acadêmica relacionada à defesa nacional

14072020 foto dentro materia premio tiradentes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) recebeu 244 inscrições para o Prêmio Tiradentes. São 112 trabalhos de mestrado e 132 de doutorado de todas as regiões do país. Destas, Sudeste e Sul são as com mais propostas inscritas: 150 e 53, respectivamente, seguidas por Centro-Oeste (19), Nordeste (16) e Norte (6).

Esta é a primeira edição do concurso do Ministério da Defesa (MD) com a participação da CAPES, e premiará as melhores dissertações e teses de mestres e doutores brasileiros relacionadas à defesa nacional. Serão considerados os estudos relacionados aos objetivos da Política Nacional de Defesa, às ações da Estratégia Nacional de Defesa ou, ainda, ao Livro Branco de Defesa Nacional, que trata dos projetos estratégicos das forças armadas.

A próxima etapa será a análise documental das candidaturas, conforme consta no Edital Nº14/2020. As inscrições que não estiverem de acordo com as exigências previstas no documento serão desclassificadas. A publicação do resultado no Diário Oficial da União (DOU) está prevista para novembro.

Premiação
Serão premiadas duas categorias: dissertações e teses. Os autores dos três trabalhos de mestrado receberão R$7 mil, R$5 mil e R$3 mil, respectivamente. Já os vencedores das teses de doutorado receberão R$9 mil, R$7 mil e R$5 mil. Todos terão ainda R$3 mil para a participação em evento acadêmico-científico nacional. Trabalhos que ficarem em quarto lugar poderão receber menções honrosas.

O Prêmio Tiradentes pretende contribuir, ainda, para a formulação de políticas públicas e incentivar a divulgação no país e no exterior dos resultados e produtos derivados da parceria entre a CAPES e o Ministério da Defesa, que realizam, em conjunto, os programas Pró-Defesa e Procad-Defesa.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu