Notícias Nordeste amplia número de cursos com conceito de excelência

Nordeste amplia número de cursos com conceito de excelência

Publicado: Quarta, 03 Abril 2019 14:21 , Última Atualização: Quinta, 04 Abril 2019 11:10

62663376 9618 4c10 875c ef7a7b3b9088

O número de programas de mestrado e doutorado das universidades do Nordeste com conceito 6 e 7, os mais elevados da CAPES, subiu de 9 para 37. “ Foi um ganho de espaço muito grande, mostrando que as redes de pesquisa de pós-graduação estão se consolidando e se tornando referências internacionais em vários campos da ciência”, ressalta Ernani Carvalho, pró-reitor de pesquisa e pós-graduação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Esse resultado está relacionado aos investimentos da CAPES na região. Para Maria José de Sena, reitora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), as ações da CAPES dão a oportunidade de se realizarem pesquisas direcionadas às realidades locais. “Além do desenvolvimento da própria instituição, os programas tem um papel importante para o desenvolvimento regional onde essas instituições estão inseridas, possibilitando que as universidades trabalhem pesquisas direcionadas para as demandas regionais.”

As informações foram destacadas durante a reunião regional do Nordeste do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Foprop), em Recife, nesta quarta-feira, 03. “O financiamento da CAPES, por meio de bolsas e fomentos, são de grande significância para nossos cursos, que são novos e precisam se consolidar”, afirmou George Albuquerque, coordenador do Foprop Nordeste e pró-reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus (BA).

Nesta quarta-feira, os pró-reitores da região ouviram de Connie MacManus, diretora de Relações Internacionais da CAPES, informações sobre o planejamento estratégico e o Programa Institucional de Internacionalização (PrInt). Ela disse que para alcançar nível de excelência no mundo, as universidades precisam ter compromisso institucional articulado, liderança administrativa, recursos humanos, currículo, produção, aprendizagem, política e práticas universitárias, mobilidade de alunos e professores, colaboração e parceria.

Amanhã, 04, Sônia Báo, diretora de Avaliação da CAPES, fará um retrato da pós-graduação na região e apresentará os avanços do sistema de avaliação e as propostas de novos cursos.

A reunião acontecerá na UFRPE.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu