Notícias Investimento estratégico: o balanço dos 300 dias
300 dias

Investimento estratégico: o balanço dos 300 dias

Publicado: Terça, 05 Novembro 2019 17:00 , Última Atualização: Terça, 05 Novembro 2019 17:16

As ações da CAPES em 2019 influenciam estudantes e professores e estão alinhadas com crescimento estratégico do país. Ao longo do ano, três eixos receberam atenção especial da Coordenação: investimentos no País, internacionalização e fomento à formação de professores da educação básica.

300dias Avatar

Investimentos no País
Mais de R$ 1,5 bilhão foi investido em mestrados, doutorados e pós-doutorados, beneficiando 95.424 bolsistas. Pelo Programa de apoio a Eventos no País (PAEP), 885 eventos com caráter científico e tecnológico de curta duração no país foram apoiados pela CAPES.

Também foi lançado mais um edital do Programa de Cooperação Acadêmica em Defesa (Procad Defesa), que incentiva a realização de projetos conjuntos de pesquisa nas áreas de interesse da Defesa Nacional.
Outra iniciativa para apoiar os estudantes de nível superior, o Portal de Periódicos oferece um acervo com mais de 49 mil títulos, 130 bases de dados de referências e outras 12 de patentes. De janeiro a setembro de 2019, foram registrados mais de 131 milhões de acessos ao seu conteúdo.

Internacionalização
Ao longo do ano, a CAPES consolidou novos acordos com a Alemanha, os Estados Unidos e a China, todos voltados às áreas estratégicas do país. No âmbito internacional são mais de 4 mil bolsistas beneficiados. Ao todo, 16 editais foram lançados em parceria com instituições internacionais.

Mais de R$ 340 milhões foram direcionados para pesquisas desenvolvidas no exterior, pagamento de bolsas, auxílios, taxas e passagens, contribuindo para o fortalecimento das redes de pesquisa.

Fomento à Formação de Professores da Educação Básica
Na educação a distância são mais de R$ 240 milhões investidos. Só o programa Ciência é 10 beneficia 400 mil crianças através da formação continuada de professores da educação básica. Para a educação básica presencial, a CAPES investiu R$ 570 milhões em bolsas e fomentos.

Com o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), a coordenação possibilita a formação continuada de professores da educação básica em todo o país. São mais de 142 mil bolsas distribuídas. Outra forma de qualificação para professores da rede pública de ensino são os Mestrados Profissionais em Rede Nacional (ProEB). Ao todo, 11 modalidades de ProEB beneficiam 23 mil bolsistas.

Investindo diretamente na graduação, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e o Residência Pedagógica concedem juntos mais de 88 mil bolsas para estudantes de licenciatura.

Por fim, o Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor)  prepara profissionais do magistério que não têm formação específica na área que atuam em sala de aula. Este ano o programa recebeu 4.946 bolsas.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu