Prêmio CAPES de Tese Notícias pct Conheça o Prêmio CAPES de Tese

Conheça o Prêmio CAPES de Tese

Publicado: Segunda, 09 Dezembro 2019 11:53 , Última Atualização: Segunda, 09 Dezembro 2019 12:04

O Prêmio CAPES de Tese reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos em programas de pós-graduação brasileiros de acordo com os seguintes critérios: originalidade do trabalho, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato.

Criado em 2005 e entregue pela primeira vez em 2006, ele abrange todas as áreas de conhecimento que têm um representante na avaliação da pós-graduação stricto sensu. Um dos objetivos da iniciativa é aumentar a visibilidade das ações positivas e indutoras da CAPES na pós-graduação brasileira.

2006
Foram inscritas 228 teses (38 premiadas), avaliadas por 198 consultores em 56 comissões. Cada IES podia inscrever apenas uma tese por área. O Grande Prêmio homenageou César Lattes (Exatas), Florestan Fernandes (Humanas), e Carl Peter von Dietrich (Biológicas).

2007
Não houve entrega de prêmio. A teses defendidas em 2006 foram premiadas em 2008.

2008
43 teses foram premiadas, dentre 417 inscritas em 2007. Foi extinta a restrição do número de inscrições por IES. A seleção envolveu o trabalho de 207 consultores em 51 comissões. Lobo Carneiro (Exatas), Celso Furtado (Humanas) e Johanna Döbereiner (Biológicas) foram os cientistas escolhidos.

2009
Foram premiadas 38 teses das então 44 áreas. Houve 487 teses inscritas. Leopoldo Nachbin (Exatas), Mario Pedrosa (Humanas) e Maurício Rocha e Silva (Biológicas) foram os homenageados. Nessa edição, o Instituto Paulo Gontijo (IPG) premiou a melhor tese de Astronomia/Física.

2010
43 premiados das então 47 áreas. Houve 399 inscrições. José Leite Lopes (Exatas), Lucio Costa (Humanas) e Carlos Chagas (Biológicas) foram homenageados.

2011
Foram 45 premiados das então 48 áreas. Simão Mathias (Exatas), Ruth Cardoso (Humanas) e Glaci Teresinha Zancan (Biológicas) foram homenageadas.

2012
Foram 45 premiados entre 401 teses inscritas. Otto Richard Gottlieb (Exatas), Paulo Reglus Neves Freire (Humanas) e Emílio Marcondes Ribas (Biológicas) foram homenageados. Naquele ano, também ocorreu uma edição extra, com 44 premiados.

2013
48 premiadas, de 21 instituições. Foram inscritas 645 teses de 80 instituições. Na ocasião, foi entregue pela primeira vez o Prêmio Interfarma para dois premiados nas áreas de Medicina, Odontologia, Farmácia, Enfermagem ou de Ciências Biomédicas (Genética, Fisiologia, Bioquímica, Farmacologia, Imunologia, Microbiologia, Parasitologia e Biologia Celular). Zeferino Vaz (Biológicas), Álvaro Alberto da Mota e Silva (Exatas) e Darcy Ribeiro (Humanas) foram homenageados.

2014
48 premiados e 85 menções honrosas dentre 676 teses de doutorado inscritas por 21 instituições. Oswaldo Gonçalvez Cruz (Biológicas), Mário Schenberg (Exatas) e Sérgio Buarque de Holanda (Humanas) foram homenageados.

2015
48 premiados e 86 receberam menções honrosas. Houve 735 teses inscritas por 86 instituições. Emílio Vanzolini (Biológicas), Aziz Nacib Ab'Sáber (Exatas) e Antônio Houaiss (Humanas), foram homenageados. A edição comemorou 50 anos do Parecer Sucupira.

2016
Ao todo, 48 teses foram premiadas e 88 receberam menções honrosas. Houve 774 teses inscritas por 90 instituições. Nise da Silveira (Biológicas), Ricardo de Carvalho Ferreira (Exatas) e Octávio Ianni (Humanas) foram homenageados.

2017
Foram 49 premiados dentre 914 inscritos. Foram homenageados Vital Brazil (Biológicas) Casimiro Montenegro Filho (Exatas) e Aurélio Buarque de Holanda (Humanas). Em 2017, o Prêmio CAPES contou com uma nova parceria: a Comissão Fulbright Brasil concedeu um prêmio especial à tese que envolva as relações entre Brasil e Estados Unidos.

2018
Com 939 trabalhos inscritos. São 49 premiados em 49 áreas. Outras 81 teses receberam uma menção honrosa. Amílcar Vianna Martins (Biológicas), Alberto Luiz Galvão Coimbra (Exatas Juarez) e Rubens Brandão Lopes (Humanas) são os homenageados.

2019
Com 1140 candidaturas nas 49 áreas do conhecimento e mais 93 trabalhos que receberão menções honrosas. No evento, será divulgado o resultado com as três teses ganhadoras do Grande Prêmio, oferecido em parceria com os institutos Serrapilheira e Ayrton Senna.

 

Compartilhe o que você leu