Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > À flor da pele: a emoção de receber o Prêmio CAPES de Tese 2018
Início do conteúdo da página
Prêmio CAPES de Tese 2018

À flor da pele: a emoção de receber o Prêmio CAPES de Tese 2018

Publicado: Sexta, 14 Dezembro 2018 14:59 | Última Atualização: Terça, 18 Dezembro 2018 17:11

A cada nome chamado pelo mestre de cerimônias, explodiam os aplausos. Assim transcorreu a 13ª edição do Prêmio CAPES de Tese, que agraciou os 49 trabalhos de doutorado de maior destaque em cada área do conhecimento, defendidos em 2017. No evento também foram premiadas as três melhores teses do Brasil nas grandes áreas de exatas, biológicas e humanas. Outras 81 pesquisas receberam menções honrosas.

14122018 MG 1783
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

Os grandes premiados da noite foram Andrey Coatrini Soares (USP), vencedor na área de Materiais e do Grande Prêmio de Exatas; Luiz Ricardo da Costa Vasconcellos (UFRJ), de Ciências Biológicas III, levou o Grande Prêmio das ciências biológicas. Vitoriosa na área de Educação, Andriele Ferreira Muri (PUC-RIO) recebeu o Grande Prêmio de Humanas.

Logo na abertura, com um pequeno repertório italiano composto por sucessos do cinema, o coral da CAPES encantou a plateia. A emoção foi crescendo conforme os premiados subiam ao palco para receber prêmio. Entre aplausos, abraços e lágrimas, os vencedores falavam de sua alegria.

“Está sendo tudo maravilhoso! Chegar até aqui é muito bacana. Minha tese fala sobre a minha vida, a pobreza rural e seus desafios diários. É isso que nos leva a querer continuar; são momentos como este, o reconhecimento e o incentivo que a CAPES no dá, que nos fazem seguir em frente com o nosso trabalho”, disse Adriana Stankiewicz, vencedora na área de Economia com a tese Pobreza multidimensional no Brasil rural e urbano.

14122018 Adriana Stankewicz
(Foto: Haydée Vieira - CCS/CAPES)

“Eu gostaria de agradecer tudo isso. Chegar aqui foi uma grata surpresa. Estou muito feliz!”, relatou Eduardo Di Deus, vencedor na área de Antropologia/Arqueologia com a tese A dança das facas: Trabalho e técnica em seringais paulistas.

“Estou emocionado! Nunca imaginei estar aqui! É muito importante este reconhecimento ao trabalho que é meu e, ao mesmo tempo, de muitos envolvidos”, disse João Carlos Tavares da Silva, vencedor na área de Linguística e Literatura com a tese Esquemas de imagem na formação de denominais em português: o caso de -eiro e –ário.

“Fiquei muito contente! É um grande incentivo para continuar a caminhada que, por vezes, parece muito árdua. A pesquisa nos dias atuais precisa de incentivo”, acrescentou Fernanda Alt, vencedora na área de Filosofia com a tese A hantologie de Sartre sobre a espectralidade em o ser e o nada.

Prêmio CAPES de Tese
Criado em 2005, o Prêmio CAPES de Tese reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos no Brasil em cada uma das 49 áreas do conhecimento. Duas teses em cada uma das áreas também podem receber menção honrosa.

Os premiados também concorrem ao Grande Prêmio CAPES de Tese, que destaca as melhores pesquisas nas grandes áreas: Engenharias, Ciências Exatas e da Terra e Multidisciplinar (Materiais e Biotecnologia); Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias; e Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes e Ciências Sociais Aplicadas e Multidisciplinar (Ensino). Em cada edição, o Grande Prêmio homenageia pesquisadores de alta relevância para a ciência nacional.

Em 2018, os homenageados foram Alberto Luiz Galvão Coimbra, (Exatas); Amílcar Vianna Martins, (Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias); e Juarez Rubens Brandão Lopes (Humanas) Linguística, Letras e Artes e Ciências Sociais Aplicadas e Multidisciplinar (Ensino). Concorrem automaticamente ao Grande Prêmio as teses selecionadas para a atribuição do Prêmio relativo à sua área.

Os critérios de premiação consideram diversos requisitos: originalidade do trabalho; relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação; e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato.

Foram concedidos ainda prêmios especiais para áreas determinadas em parceria com a Interfarma, a Fundação Carlos Chagas (Educação e Ensino) e com a Comissão Fulbright. O Grande Prêmio CAPES de Tese é outorgado em parceria com a Fundação Conrado Wessel.

Leia mais notícias sobre o Prêmio CAPES e entrevistas com os vencedores

(Brasília – Redação CCS/CAPES)

Fim do conteúdo da página